domingo, 23 de dezembro de 2012

Provinciano


(Imagem: We 52 It!)

Ele pede desculpas freqüentemente e vai dormir com pensamentos no mundo das pessoas lá fora imaginando como seria a vida longe daquilo tudo.

Qualquer mudança e toda a rotina são percebidas por você provinciano, você não teria chances no mundo lá fora, o seu coração está bem arraigado a terra. Isso te salvou da perdição. O mundo é demasiado grande, o mundo e as pessoas longe de seu circulo são complexos de se entender. Viver é mergulhar num oceano, se aprofundar e perceber que no fim não haverá tempo de ir mais fundo, às vezes, também não é possível voltar.

Você sempre sabe quando vai chover e o tempo exato das estações, mesmo num planeta tão desequilibrado. Por perceber coisas tão grandiosas acaba perdendo o compasso do mundo e dançando fora do ritmo, mas no tempo certo de seu coração.

As pessoas te acham tão bobo quando te vêem cultivando jardins ao invés de plantar edifícios em uma grande capital. Você percebe que tudo é seu até os confins da terra e divide essas coisas com os outros, mesmo os mais egoístas. Seu coração tão grande te faz perder os braços e pernas. Ah, você entenderia se tivesse visto o que vi!

O mundo é tão grande provinciano, se você pudesse entender a saudade que tem do que nunca esteve com você... Ela é o sentimento que leva as pessoas para longe de casa, indo encontrar do outro lado da vida o que sempre esteve em seus quintais.

Você é bem sucedido além da média, sua capacidade em saber perdoar não tem preço. Esse é o ouro mais valioso que o mundo contém. Só os loucos perdem a chance de tamanha riqueza. Só os loucos ignoram os tesouros que existem em seus quintais.

2 comentários:

Marco disse...

texto bem pensado

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.