sexta-feira, 31 de agosto de 2012

"Hy", dear!




Na volta do trabalho encontrei sem querer uma porta para o quente recanto das memórias. Estava tudo tão suspenso, tudo cheio... as pessoas olhavam para mim, comentavam, e uma leve melancolia me fazia pensar "tanto faz" para a vida. Sei o que você vai dizer, que não vai acreditar, mas vou ficar aqui por enquanto.

Ninguém deveria se sentir sozinho num mundo cheio de gente, mas eu não quero o mundo todo, nunca quis.
Eu vou aparecer quando tudo passar, de surpresa quando o sol estiver se pondo em frente ao rio que abraça nossas casas, nosso bairro. 

Vou sair desse esconderijo quando ele estiver as portas da destruição. Já consegui uma vez, por qual razão não conseguiria de novo?

As vezes nossos inimigos tem as palavras mais confortantes. É tão arriscado acreditar. Não me espere chegar, estou inalcançável agora. Solidão é uma senhora de corpo quente e mãos frias.

Quando as paredes começarem a ruir eu abrirei a porta, talvez eu ainda consiga mesmo se demorar mais.
Seu olhar e belo sempre que o sol enfraqueçe, mas agora tanto faz.Não entendo sua falta de confiança ao ouvir que estou feliz,e não há razões para ficar apreensiva. É claro que eu vou sair dessa, só não me espere chegar e me desculpe pelo sono perdido, dessa vez não pude evitar.


Um comentário:

Wíllivan Carsan disse...

Nem sei... mas é claro que ele conseguiria novamente...! Enfim, os inimigos são perfeitos e iludem ou tentam...

AGORA UMA COISA IMPORTANTE!
Neste mês de setembro estamos fazendo uma pesquisa, iremos descobrir qual foi o comentário mais interessante da história do EDB2012<< Com esse projeto daremos inicio ao EDB2013]O novo escritor !
http://escritordebrinquedo.blogspot.com.br/
Seu comentário foi escolhido:
em Afinal o que é juventude?
Junte seu pessoal e venha votar para vencer.