terça-feira, 12 de maio de 2009

À flor da pele (ou o que Mara me disse)

( Imagem: le mangeur de banquise - honey )

Num dia de sol, uma vida inteira pela frente.
Juventude ventando contra o peito, caminhos a seguir.

Eu gritava: 360°! 360°!

Ela me olhou e sorrindo disse:

“180° rapaz! 180°, ou então você só acabará tonto e no mesmo lugar."

Agora eu entendo o que o poeta disse, leva-se muito tempo mesmo para ser jovem, para aprender a ser.

Não se apresse agora!

9 comentários:

Srta. L. disse...

Tonta e no mesmo lugar... sim, sim, é como tenho me sentido :~

Laila Braga disse...

presa as vezes parece inevitável... eh complicado quando a gente tenta correr tudo, correr com tudo... e isso sem ao menos saber pra onde...

Lady T disse...

Muito bacana os versos =]
beijos, e sucesso com o blog

http://king-of-notebook.blogspot.com

Bella disse...

É...mudanças muito bruscas não nos levam a lugar algum e nem conseguimos percebe-las.
O gostoso é mudar gradativamente, aprendendo a cada passo, a cada tombo, a cada lágrima.

A Mara é uma sábia.

Beijo

Mogui ; disse...

adorei o texto :D
olha, tem 2 selos pra você lá no blog!
beijos :*

Srta. L. disse...

Meme pra ti lá no blog!

Sue Ellen disse...

Ahh sem pressa!
Tem horas que me esqueço de como o simples é definitivo na nossa vida!
Sem pressa.. sem pressa! =)

мiмi ' disse...

mesmo não tendo pressa dá impressão que passa tudo tão rápido =/

lpfernandes disse...

Talvez nunca cresceremos, ao menos viveremos sem entender no que, de fato, limita-se o "crescer". Bom texto, cara.