terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Cosmopolita


(Imagem: We 52 It!)

Ele mente toda vez que quer fugir, desde que não machucasse ninguém estaria tudo bem. Tudo é por pouco tempo.

Não deixe ressentimentos para trás cosmopolita, isso pode ser doloroso quando não conseguir mais encontrar seus desafetos ainda que os procure. As pessoas, elas sempre se vão, todo o tempo. E o mundo é tão pequeno, é tão óbvio perceber.

Adiando tudo o que importa para fazer o planeta girar, até quando adiará o encontro mais importante? Você pensa que a fé já não é mais necessária em meio a tanto progresso e pessoas capazes de tudo realizarem. Encontre um abrigo para sua solidão. Dê um passo para fora e respire enquanto observa que viver é dar importância a coisas como jogar conversa fora numa tarde qualquer. Mesmo que você saiba que existe o infinito para desbravar, o tempo que te resta lhe permitiria chegar quantos metros abaixo da superfície?

O sol e as estrelas se refazem a cada dia, mas você não consegue notar coisas tão pequenas, apenas distrações. Seus filhos já não são os mesmos de poucos minutos atrás e todo adeus é doloroso para quem não pode perceber. Não reclame por não ter nada do que queria, há coisas mais valiosas do que realizar os desejos de um coração egoísta. Para quem são as flores nos jardins se não para você? As arvores e os pássaros nos confins do mundo também.

Você é jovem e há beleza em tantas coisas. Em todos os lugares existe o belo. Você sente que pertence a algum deles? Todas as pessoas que você jamais verá novamente poderiam ser algo mais que lembranças em sua vida. Você passa por tudo e alegra corações. Algum lugar lhe pertence? O céu e o mar até os confins da terra seriam seus, todos seus, se você soubesse esperar. Você já tem tudo o que precisa cosmopolita, pilhar o mundo inteiro não adiantaria nada ainda se fosse possível levá-lo para casa.

Você foi tão longe, e é bem sucedido além da média. As flores e o canto das aves no caminho te dão sensações de estar no lar. Todas as coisas belas que existem estão ai para te fazer sentir em casa e tudo será seu para sempre cosmopolita, desde que não caia na armadilha de querer tomar posse do que sustenta a felicidade escondida nos quintais de cada um.

10 comentários:

bibliotecamedieval disse...

que legal o texto

Bel@ & Antenada disse...

Muito interessante o texto!
Feliz natal!!

Juliana disse...

Muito bacana seu texto

www.coisas-jujuba.blogspot.com

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Show de Bandas disse...

vc é adventista?

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Du Santana disse...

Sim, sou adventista. ^^