terça-feira, 3 de novembro de 2009

O mundo ao redor

(Imagem: au delà des villes - honey, olhares.com)

Homens entre labirintos
Vidas com algum sentido
A importância é dada
Ao que se pode apreçar
Fibra-ótica, wi fi, pentabyte
Pessoas passam inadvertidamente rápidas
O tempo passa infinitamente rápido
Rápido é o caminho para o esquecimento
Projéteis procuram com grande precisão
Corações na mesma medida, perdidos
E a vida passa despercebida ao longe
Mas apesar de tudo, ainda linda

Êta humanidade burra meu Deus!

(à Drummond, por ter me ensinado que poesia não se aprende só na escola e que não deve ser forjada sob pena rigida)

10 comentários:

mulherices disse...

De fato, poesia pode (e deve!) ser uma coisa livre, que se exercite da maneira que se quiser.

Gostei do seu texto. :)

Luan Silva disse...

um bom texto, mais pra falar a verdade não gosto muito de poesia, mais acredito que para quem gosta essa sua postagem pode ser um prato cheio... ;)

www.distritovirtual.net

Janaina Moraes disse...

Estou cada dia mais crente de que vamos todos morrer na mais profunda ignorância.
As coisas estão mudando demais... esses dias estava conversando com algumas crianças na rua e perguntei se elas conheciam a brincadeira de bolinhas de gude.
Muitas delas acharam que eu estava louca...
Onde vamos parar???

W disse...

Não acho que nos desenvolvemos até esse ponto para atingirmos a Plena Consciência e sermos felizes.
A nossa única missão por aqui é de reproduzir.
Entre uma "" e outra, fazemos essas asneiras, consumimos produtos feitos em larga escala e admiramos a beleza das coisas quando sobra tempo.
Muito banaca seu poema.
Passa lá no meu, que tem alguns também ;)
Abraço

Stephanie disse...

Drummond espeeeeerto.

"See you."

Sue Ellen disse...

Ótima paródia!!!! Adorei! Sou prof de literatura, e com certeza usarei nas minhas aulas de Drummond! =)

Márcio Daniel Ramos disse...

creio que o tempo vai passando mais rápido qunato mais ajente se ocupa.
as coisas mudam realmente, mais nem tudo muda pra pior. acho que é possível ser feliz, ou ser inteligente (mesmo que a trancos e barrancos)no mundo atual

John Rômulo disse...

Mundo moderno!
Estamos dando passos maiores q nossas pernas !Essa é a verdade!
Mas ser "burro" nesse caso é uma escolha! Você,por exemplo,é vive nesse mesmo tempo e mostra aqui que temos ainda pensantes fortes nesse mundo!


Gostei muito do blog!

estarei sempre aqui !
Parabéns,escritor!

Mima disse...

adoro suas postagens...
essa então mostrando coisas ruins desse mundo...

perfeita!!

parabens...
beijos e me visita!!

http://nilmamoura.blogspot.com/
http://sobnuvens.blogspot.com/

Dancer disse...

e onde iremos parar?!