sábado, 22 de novembro de 2008

Roda viva

(Imagem: Catarina Krug - Olhares)



No começo, logo de inicio, era algo inexplicável. Corria para os discos e livros no intuito de fazer passar e passava, mas logo esse artifício não adiantava muito...
Por longo tempo pensei que era algo banal, é algo banal.
Quando encontrei a paz [entenda-se Cristo] isso pareceu ter ido embora, e foi mesmo. São dias claros de céu azul e sorriso no rosto, camisas de cores pra cima. E não há mais medo da noite ou madrugadas acordado agora.
...de alguma forma pareceu voltar, com certeza voltou. Mas não vou entregar tudo o que conquistei assim de mão beijada, ah não mesmo! O que aconteceu? Eu estava de guarda levantada. Como ela conseguiu me atingir? (???????)
Dizem que a tristeza é uma forma de egoísmo (foi o Arnaldo Antunes quem me falou pessoalmente através da TV ^^). E deve ser mesmo, com certeza é.



Você chega todo o dia à noite
Ou quando estou sozinho
Me tira pra dançar num ritmo frenético,
Vertiginoso para baixo.
É tão quente o seu sorriso
Você me aquece
Me faz companhia
Vindo em minha direção
Com uma arma suja de sangue nas mãos
E quando digo que posso morrer desse jeito
Você sorri e responde diante dos meus olhos:
“Ei, você já está morto há muito tempo,
É que ninguém percebeu!”


Minha doce menina
Você está comigo o tempo todo
E eu não lembro do teu rosto
E pensando bem nem te conheço
Mas você sabe tudo sobre mim.
Minha doce tristeza
Pode vir à hora que quiser
Mas não me leve com você
Venha à hora que quiser
Mas não me leve com você!

[escrito entre estações em algum dia de 2006]




Mundo mundo vasto mundo
Se eu me chamasse Raimundo
Eu não teria o nome que hoje eu tenho
Mundo mundo vasto mundo
Ah, eu não teria mesmo!



“Deixo com vocês a paz. É a minha paz que lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos nem tenham medo” – Jesus (João 14: 27).

“Tu és o meu esconderijo; Tu me livras da aflição. Eu canto bem alto a Tua salvação, pois me tens protegido” (Salmos 32: 7).

E eu nunca precisei tanto dessa ajuda como hoje!


(Hoje são lua e estrelas, e um sol covarde que foi se esconder do outro lado do mundo).

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Uma carta de não-amor e não-ódio (para Lúcifer)

video

(Belle and Sebastian - I Fought In A War)

Na boa, apesar de a musica ser muito bonita, não precisa ver esse video se vc não tá nem ai pra o mundo ao redor

Não me faça me sentir por fora me mostrando tudo o que perdi dos prazeres do mundo ao escolher esse caminho. Eu não quero suas teorias, e nem o seu ódio também. É um caminho longo, mas não quero nada que venha de você.

Quando a lua brilha alta no fim da tarde ou na solidão da madrugada, imagino que tudo isso aqui em baixo é por sua causa, mas não te odeio por isso, nem consigo te amar também.
Eu sou como você, porém por pouco tempo. Uma fração de segundos próxima à eternidade.
Exatamente “quase iguais”, mas eu decidi viver, você não. Você roubou tudo o que eu tinha com uma simples mentira, e você tinha tudo quando fez isso.
Por qual razão então?

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

... nº2

(imagem de:http://reflexosereflexes.blogspot.com/2008/06/sem-ttulo_11.html )

Blá blá blá. Blá blá. blá blá blá blá blá? blá blá, blá: blá blá blá blá blá...
Blá blá blá.
Blá blá blá ^^. blá blá blá blá blá blá. blááá? bllllá blá blá. Blá blá blá.
blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá blá, blá blá blá blá bllá. blá blá.

Blá blá blá blá blá? Blá blá? blá Blá. -´bla.
Blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá.
blá, blá, blá, blá, blá blá blá!!!! Bla blá blá blá! Blá blá blá blá blá blá.
Blá blá ( blá blá blá blá, blá). Blá blá blá blá blá blá bla bla bla bla bla.

ala bal lab ´ab lb ab blá.

Blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá

blá blá blá.

Blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá.

blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá.
blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá blá ,

blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá

blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá.

Blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá

blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá

blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá

blá blá blá blá blá. Blá blá blá blá, blá blá blá blá blá blá blá blá blá.



b l á, blá blá blá, blá blá blá blá.


Blá.